Qualidade de vida no trabalho: você tem?

O seu trabalho é parte fundamental e integrante do seu dia e sua vida depende dele para ter conforto, mas você consegue ter qualidade de vida com ele? Tem estímulos para trabalhar? Se sente feliz e realizado? 

Vamos conversar um pouco sobre isso! 

O que é qualidade de vida no trabalho? 

Qualidade de vida está diretamente relacionada a qualidade de vida no trabalho, já que este é o lugar que você passa a maior parte do seu tempo. Mas os fatores determinantes para isso variam de pessoa para pessoa, alguns deles são: 

  • Compensação financeira; 
  • Ambiente/clima de trabalho; 
  • Aplicação de sua capacidade e conhecimentos;
  • Oportunidade de crescimento e estabilidade;
  • Relevância social de sua atuação. 

Falta de qualidade de vida no trabalho gera improdutividade, o que não é de seu interesse, nem de sua instituição de trabalho. E é por isso que separamos algumas dicas para que você busque qualidade de vida em seu trabalho, vamos lá? 

1 – Trabalhe com o que você gosta 

Sei que é um pouco clichê e que nem sempre é possível colocar em prática, mas é fundamental que você atue naquilo que ama fazer, porque até mesmo desta forma, algumas vezes, vai ser difícil ter uma motivação para o trabalho. 

A medicina já é desgastante por si só, com altas cobranças físicas e psicológicas, quando você não gosta da carreira, tudo se torna mais difícil. Você escolheu a especialidade certa? Já repensou suas escolhas? Nunca é tarde para mudar e ser feliz!  

2 – Mantenha um ambiente agradável 

Você trabalha em seu próprio consultório ou clínica de terceiros?  

É fundamental ter um ambiente agradável, com a disposição dos móveis que te forneça segurança para trabalhar, iluminação adequada e conforto. O ambiente é responsável pela forma com a qual o profissional vai trabalhar e estimula seu desenvolvimento.  

3 – Crie relações interpessoais 

No seu ambiente de trabalho o diálogo faz toda diferença no dia a dia, quando você está cercado de pessoas que te auxiliam e te impulsionam a dar o seu melhor, sua produtividade cresce. 

Então, trabalhe em parceria com outros médicos, discuta diagnósticos e tenham relacionamentos reais em seu trabalho. Trate sua secretária como sua parceira de trabalho, aquela que facilita sua vida, invista em seus conhecimentos e nunca se esqueça de tratá-la como gostaria de ser tratado.  

Em um hospital, sabemos que a dinâmica de trabalho é diferente, mas é válido ressaltar que o relacionamento humanizado deve ser desenvolvido em qualquer instância do trabalho. 

4 – Equilibre com sua vida pessoal 

A vida pessoal e profissional caminham juntas, quando uma vai mal, a outra por consequência não consegue se sustentar. Desta forma é necessário manter o equilíbrio entre elas para que sua rotina não se torne maçante e lhe falte motivação no dia a dia.  

É muito importante que sua família tenha conhecimento da sua vida profissional e que vocês possam conversar a respeito. Temos algumas dicas para esta situação!

 5 – Organize sua rotina 

Sei que muitas vezes vocês trabalham em mais de uma instituição ao mesmo tempo e a rotina se torna um desafio, mas é primordial que você tenha horários e dias da semana pré-agendados em cada uma delas. Faça a gestão de seu tempo.

Não exija do seu corpo e da sua mente mais do que eles conseguem aguentar, sua qualidade de vida está diretamente relacionada com sua saúde. Sabe o velho ditado “casa de ferreiro, espeto de pau”? Não permita que ele seja uma constante em sua vida. 

Consequências destas ações 

Quando você e sua instituição de trabalho promovem estas ações, tanto sua vida pessoal como sua atuação profissional melhoram. O equilíbrio proporciona bem-estar individual e coletivo, contribui com sua saúde física e emocional, além de gerar produtividade e satisfação. 

Deixe uma resposta